Casa de madeira: o segredo está no projeto

Casas de madeira inspiram uma rusticidade acolhedora que atrai muito. No Brasil, como elas não são muito comuns, a idéia de construir e morar numa casa de madeira gera alguma insegurança.

Como tudo, ela tem sim suas desvantagens, mas morar numa casa de madeira é igual a morar numa de alvenaria. Com alguns cuidados no projeto você consegue driblar os contras e aproveitar os prós!

 

Vantagens

 

Embora a casa de madeira às vezes seja vista com certo desdém, ela tem algumas vantagens em relação às casas tradicionais de alvenaria. A depender das circunstâncias, estas vantagens podem ter um valor importante.

 

Mais rápido

 

Como no Brasil as casas de madeira são predominantemente pré-fabricadas, sua construção é mais rápida.

Mesmo que você faça um projeto totalmente novo, personalizado, ele respeitará uma modulação que permitirá que as partes venham para a obra previamente cortadas no tamanho certo. A construção consiste numa simples montagem, o que acelera muito o processo.

 

Mais barato

 

Justamente por usar menos material e com muito menos desperdício, o custo de uma casa de madeira é menor. Nem falar do custo da mão de obra: embora seja mais qualificada, como o tempo aplicado é menor, os custos não se comparam aos de uma obra de alvenaria.

 

Reformas na planta

 

Se você é daquelas pessoas que volta e meia gostam de tirar ou colocar paredes, pode gostar de ter uma casa de madeira. A depender do sistema que você adotar, são mais fáceis de fazer essas mudanças de forma rápida e com pouca quebração e sujeira, bem diferente de uma casa de alvenaria.

 

Partes em alvenaria

 

Embora a casa seja de madeira, no Brasil ela tem algumas partes de alvenaria, a começar pela fundação e alicerce. É claro que essa subestrutura é muito mais enxuta, pois a casa de madeira é bem mais leve.

O ideal é fazer toda a parte de alvenaria primeiro. Isto pode incluir banheiros e demais áreas molhadas da casa, como a cozinha e a área de serviço.

casa-madeira-lareira

Além disso, se você associa a sensação de aconchego de uma casa de madeira a uma lareira, ela também vai precisar ser construída antes, em alvenaria.

 

Vulnerabilidades

 

O maior medo de se morar em uma casa feita de madeira é que elas são mais vulneráveis à natureza. Umidade e fogo podem fazer a gente desanimar da idéia, além do risco de a casa virar banquete para cupins. Mas muitos desses problemas podem ser amenizados ou até anulados com alguns cuidados ainda no projeto. Confira:

 

Umidade

 

Em regiões mais úmidas, todo cuidado é pouco. A madeira fica mais vulnerável a agentes biológicos como fungos. Há três recursos básicos que protegerão sua casa desse risco:

1. a casa deve ficar elevada em relação ao terreno, de forma a distanciar a madeira da umidade proveniente do solo.

2. beirais e varandas generosas protegem as paredes de madeira da chuva, minimizando os efeitos da umidade em estações mais chuvosas.

3. verniz naval deixa o material bem mais resistente à umidade. Impermeabilizar a madeira regularmente também irá proteger ainda mais sua casa.

Ainda, claro, casas de madeira podem ser resistentes e duráveis se for aplicada a madeira certa e tratada devidamente.

casa-madera-elevada2

 

Cupins

 

O pesadelo de todo construtor em madeira, os cupins são um verdadeiro bicho-papão. Mas elevando a casa do solo e aplicando os tratamentos adequados à própria madeira já ameniza bastante o risco.

Ainda há técnicas de tratamento do solo do entorno da casa que garantem alguns anos livres de preocupações com esses insetos.

 

Isolamento Acústico

 

Outros fatores dizem respeito ao conforto. Uma casa de madeira não tem quase isolamento acústico nenhum: quem está num ambiente ouve facilmente quem está conversando na sala ao lado. Isso vale também para os passos de quem anda no andar superior, quando a casa é assobradada.

Para esse problema o melhor é evitar situações que o propiciem. Por exemplo: se é importante a privacidade do quarto de casal, que ele fique no térreo ou, por exemplo, sobre a cozinha, que obrigatoriamente será coberta por laje. Quanto às paredes desse quarto, que sejam compartilhadas com outros ambientes igualmente privativos do casal, como closet ou banheiro da suite.

Dormitórios no térreo não devem ter outro andar sobre eles, para evitar insônia quando o pessoal do andar de cima resolver bagunçar até mais tarde.

Como você vê, a solução é impedir que o problema tenha chance de acontecer. Soluções assim no projeto reduzem custos com mantas isolantes que apenas amenizam, mas não resolvem o problema.

casa-madeira-dormitorio

Isolamento térmico

 

Outro probleminha bastante frequente é isolamento térmico. Embora as propagandas aleguem que as paredes duplas e isoladas resolvam essa questão, a verdade é que a tecnologia aplicada em solos brasileiros ainda deixa muito a desejar.

Principalmente no verão, mesmo com paredes duplas, a casa de madeira pode ser muito quente. As soluções mais eficientes, definitivas e baratas são definidas no projeto. Alguns dos melhores recursos são:

  • Varandas: elas fazem sombra para as paredes externas e compõem um bolsão de ar de temperatura intermediária junto à casa.
  • Árvores de grande porte, principalmente na fachada noroeste, que recebe o sol mais quente no verão: o da tarde. Prefira árvores que desfolham no inverno e estão em plena folhagem no verão, como os Ipês amarelos, assim no inverno permitirão que o sol aqueça sua casa.
  • Localização de janelas de forma a induzir a ventilação da casa. Principalmente em regiões de calor úmido, esta ventilação faz toda a diferença.
  • Outra forma de induzir ventilação é promovendo o chamado “efeito chaminé”. Veja mais sobre isto NESTE ARTIGO.

 

Especificidades da Casa de Madeira

Tipos de madeira

 

Algumas madeiras como jatobá, pau-ferro e peroba são mais nobres e mais caras e precisam ser certificadas. Você precisa ter certeza de que elas não foram retiradas ilegalmente da mata.

Outros tipos são mais baratos e ecológicos, como o eucalipto e o pinus, que são de reflorestamento e ainda passam por processos termo-quimicos que as tornam mais resistentes a cupins e degradações naturais.

 

Pintura

 

casa-madera-pintada

Se você adora mudar a cor da parede, escolha as cores com cuidado. Você terá facilidade para mudar a cor se a madeira estiver bruta ou no verniz natural, ou se a cor anterior for branco ou outro tom claro. Mas se quiser passar de um tom escuro para um claro, ou do pintado para a madeira natural, será quase impossível.Por isso, decida consciente.

 

Instalações elétricas

 

Em sistemas de paredes duplas é possível embutir as instalações. Por outro lado, ao furar a madeira para fixar a caixa de tomadas ou interruptores, ficará uma “ferida” na madeira que nunca mais você conseguirá disfarçar totalmente. Veja artigos sobre como evitar ficar mudando as tomadas e luminárias de lugar depois da casa erguida.

Se o seu estilo permitir, é preferível (e muito mais flexível para mudanças de lay-out no futuro) usar instalações aparentes, de sobrepor. Se aquelas tubulações de ferro galvanizado com aspecto industrial não fazem a sua cabeça, o mercado brasileiro já disponibiliza sistemas aparentes com design mais leve e clarinho.

 

Regulamentação

 

Se depois de ler este artigo você está se animando sucumbir ao charme da casa de madeira, antes de sair para visitar showrooms, faça uma verificação muito importante.

Há municípios que não permitem a construção desse tipo de casas. Verifique o Código de Obras local. Se você confirmar que é permitido, mas seu terreno é dentro de um condomínio ou loteamento fechado, ainda previna-se e verifique se a regulamentação interna não tem alguma ressalva a esse tipo de construção.

 

 

Não é tão complicado assim, não é mesmo? Tomando alguns cuidados ainda no projeto, é possível sim desfrutar do aconchego e a autenticidade da madeira! Anote os aspectos que você deve verificar e vá em frente fazer sua pesquisa sobre as fornecedoras da sua região!

 

 

You Might Also Like

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *