Como cuidar de orquídeas em vasos

Cuidar de orquídeas é mais simples do que parece.

Elas são lindas e exóticas, mas inspiram um certo respeito…Demorei pra perceber que é a fama das orquídeas de serem delicadas e exigirem cuidados especiais que deixa a gente com medo até de regar!

Mas o que as orquídeas têm de especial é que elas têm necessidades diferentes das plantas que costumamos cuidar, mas não mais difíceis!

Aplique estas dicas simples e suas orquídeas serão felizes na sua casa por muitos anos!

 

Localização

 

orquideas-na-varanda

Sol

 

Orquideas se desidratam fácil e o sol direto só acelera esse processo. Prefira mante-las à sombra e protegidas do vento, que também remove umidade. Sob árvores, varandas ou pérgolas podem estar suficientemente protegidas.

Jardins de inverno costumam ser ótimos para manter suas orquídeas devidamente protegidas.

 

Ventilação

 

Proteja do vento, mas não demais! Elas precisam de ventilação.

Anteparos como folhagens e telas de sombreamento ajudam a proteger orquídeas mais sensíveis de correntes de vento. Durante o período de floração é aconselhável levá-las a um local mais protegido.

Mas locais muito fechados, sem ventilação, favorecem o aparecimento de insetos nocivos. Cochonilhas, pulgões e tripés adoram uma orquídea mal ventilada e são muito difíceis de erradicar.

 

Vaso

 

As raízes da orquídea não gostam de água retida. Você deve ter visto vasos especiais para elas, cheios de buracos. É para a água não parar no substrato, que deve ser drenável (como casca de pínus ou fibra de coco). Ou seja: esqueça o pratinho!

 

orquideas-vasos-furados

Arranjo

 

Se você vai montar um pequeno jardim com várias orquídeas e/ou outras plantas em vasos, monte o arranjo de forma que as mais resistentes fiquem nas áreas mais expostas a sol e vento, protegendo as mais delicadas.

 

Água

 

Do ar

 

As orquídeas “bebem” água pela “pele”. Esqueça o costume que temos de ver se ela tem água medindo a umidade do substrato.

Promova a umidade do ar em volta dela. Por exemplo, em dias muito quentes molhe o chão do orquidário ao invés de regá-las mais. Se estão no interior ou sobre piso impermeável, você pode usar bandejas e bacias, que levam ao mesmo efeito.

orquideas-bandeja

Banho

 

Mais ou menos uma vez por semana, se estiverem em área coberta ou em épocas sem chuvas, dê um banho abundante nas suas orquídeas. Molhe-as inteiras e deixe a água passar pelo substrato.

Esse procedimento garante que todo o sistema fique plenamente hidratado e de quebra, o excesso de sais da adubação química é removido do substrato.

orquideas

Regas

 

Menos é mais: orquídeas não gostam de solos encharcados. Suas raízes apodrecem e abrem-se as portas para bactérias, fungos e outros parasitas. A rega deve ser feita quando o substrato está seco, o que ocorre mais ou menos 2 vezes por semana se estiver em área coberta ou não chover.

É importante molhar abundantemente cada planta, de forma que o fluxo d’água passe várias vezes por cada planta. Como vimos acima, ao regar as orquídeas a água correrá pelo substrato e sairá em grande parte por baixo.

Em tempos de escassez de água, você pode captar essa água e reaproveitá-la tanto para uma segunda rega, deixar nas bandejas para manter a umidade do ambiente ou para regar outras partes do seu jardim.

 

Flores

 

Só tome cuidado para não molhar as flores nem os botões florais. Isso propiciaria o desenvolvimento do fungo Botrytis cinérea, que causa pintas amarronzadas nas pétalas e sépalas.

 

Conservando a umidade do substrato

 

Entre as regas semanais, conserve a umidade do substrato com um borrifador. Em épocas muito quentes e secas, verifique se não será necessário borrifar duas vezes: no início e no final do dia. Em dias mais úmidos pode nem ser necessário borrifar.

É importante que tanto a planta quanto o substrato cheguem a secar entre uma rega e outra.

orquideas-substrato

Comida

 

Orgânico – fora de casa

 

Geralmente o adubo orgânico é constituído de torta de mamona, farinha de osso, bokashi etc.

Estes ingredientes sofrem decomposição por micro-organismos para liberar os nutrientes interessantes para a orquidea. Este processo libera gases com odores bastante desagradáveis, o que pode causar um desconforto importante se a orquídea estiver dentro de casa.

Como se não bastasse, ainda atraem insetos. Por estes motivos, prefira usar este tipo de adubo apenas nas orquídeas que foram morar lá fora.

 

Interiores – químico

 

Aquelas que você quiser conservar dentro de casa ou em varandas onde permanecem pessoas, prefira usar adubos químicos mesmo.

Uma dica fácil é usar NPK 20:20:20 líquido a cada 15 dias.

Mas com o tempo você vai perceber as necessidades das suas plantas e deve querer alternar entre fórmulas para manutenção e para floração, que têm diferentes proporções de nitrogênio (N), fósforo (P) e potássio (K).

 

Pragas

 

Algumas pragas podem aparecer, como lesmas, caracóis e formigas cortadeiras, por exemplo.

Seu controle e erradicação são fáceis.

 

Olho atento

 

Observe sempre suas plantas. Se criar esse hábito será fácil descobrir o ataque de algum bichinho como as cochonilhas e pulgões, ou  se a planta se adaptou bem ao ambiente.

 

Controle

 

O melhor é o controle manual: elimine os bichinhos nocivos com uma escovinha, água e sabão de côco. Eles são muito espertos: parecem saber qual lado da planta está escondido da gente. E pode crer que é ali que eles estarão escondidos!

 

Prevenção

 

Uma dica preventiva bem simples é borrifar as orquídeas com óleo de neem, a cada quinze dias.

 

Última opção

 

Se a infestação ficar fora de controle, apele para inseticidas pouco tóxicos, à base de água. Aqueles próprios para jardinagem amadora.

 

Viu como não é difícil? Suas orquídeas só precisam que você fique de olho nelas. Não admitem ser ignoradas! Fora isso, superfácil!

Jardins pequenos, mais protegidos do vento, são ideais pra elas. Ou se você tiver um muro meio pelado e sombreado, que tal um jardim vertical de orquídeas? Luxo só!

 

Para aprender mais:

iluminacao-paisagismo  Curso de Iluminação de Paisagismo (online)

 

 

 

decoracao-interiores  Curso de Decoração de Interiores (online)

 

 

 

 

 

 

 

 

You Might Also Like

7 comments

  1. Oi tudo bem?, meus parabéns pelo post, é difícil encontrar na internet dicas reais que realmente funcionam sobre os cuidados dessa linda flor, que apesar de linda é um pouco complicada de se intender.

    Sobre borrifar as orquídeas com óleo de neem, confesso que essa eu não sabia, me surpreendi.

    Eu mantenho um blog pessoal sobre orquídeas e ficaria muitíssimo agradecida se você pudesse visita-lo e dar sua opinião sobre as dicas que compartilho lá semanalmente.
    Segue o link: http://cuidar-orquideas.com.br

    Um forte abraço e mais uma vez meus parabéns pelo artigo…

  2. nao tenho sorte com orquideas, elas morrem muito rapido talves seja prq eu amo de mas essa flor ja perdi varias orquideas q ganhei… como fazer pra elas ficar lindas sempre

    1. Olá Mari! Poxa, que chato. sugiro que você separe um tempinho em que esteja tranquila e verifique com calma cada um dos itens do artigo, se o que você está fazendo com suas orquideas bate com as recomendações. Verificando com cuidado talvez você descubra onde está o problema. talvez muita água ou pouca drenagem nos vasos, pouca umidade no ar, o um sol batendo num horário em que você não percebe….?

Leave a Reply to Ellen Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *