violeta1

Como cuidar de violetas

As violetas são populares e baratas. Em qualquer supermercado se encontram diversas cores e variedades. Mas você compra e logo elas morrem? Pois aprenda aqui como cuidar de violetas em passos simples e não deixe mais nenhuma morrer na sua casa!

Parecidas às orquídeas, as violetas preferem a umidade no ar à do solo (leia dicas sobre cuidados com orquídeas em vasos NESTE ARTIGO). Por isso, logo de cara, vá transplantando as suas, do típico vasinho preto de plastico em que você comprou, para um vaso de cerâmica. Ele vai absorver a água e aliviar sua plantinha do excesso de umidade nas raízes. Mas fique esperto: um vaso para cada uma. Elas não gostam de vasos coletivos não.

Feito isso, é só seguir estas dicas e curtir o colorido das suas violetas o ano todo!

 

Luminosidade

 

violeta3

 

O local ideal para os vasos de violeta é o lado interno de uma janela, onde recebam bastante luminosidade, mas raios de sol direto apenas durante 2 horas: ou logo pela manhã ou no finzinho da tarde.

Com pouca luminosidade ela não produzirá flores. Se cultivada recebendo sol direto a folha ficará amarela e a planta terá pouca ou nenhuma flor. O segredo está em saber localizar a violeta no local adequado: janelas de face Leste ou Oeste para receber a luz do amanhecer ou do final da tarde.

Folhas com caules muito longos indicam que estão procurando mais claridade, ou seja, estão recebendo menos luz da que precisam. Mas cuidado: as violetas precisam de muita luminosidade mas não gostam de sol direto.

 

Temperatura

 

violeta5

 

As violetas se desenvolvem melhor em temperaturas entre 18 e 24 graus. Lugares muito quentes ou muito frios pode interromper seu crescimento e floração.

É por isso que recomendo deixar do lado de dentro da janela, assim ficam protegidas do frio e do calor mais fortes.

 

Água

 

violeta6

 

 

No solo

 

Nunca deixe água no prato do vaso, isso causa o apodrecimento das raízes. O ideal é preencher o prato com areia ou pedrisco e apoiar o vaso em cima desse material para facilitar a drenagem e a evaporação. Se puder, deixe sem pratinho mesmo.

Rege moderadamente suas violetas, apenas o suficiente para umedecer o substrato a cada rega. As folhas podem ser molhadas desde que a água não esteja nem gelada nem quente, mas nunca molhe as flores.

Mesmo no calor, só regue quando a superfície do substrato estiver bem seca. No frio, menos ainda! Qualquer excesso de água nas violetas causa o apodrecimento da raiz, do talo e das folhas. Ainda por cima propicia o aparecimento de pragas e doenças.

 

No ar

 

As violetas adoram o ar bem úmido! Por isso proteja-as das correntes de ar ou vento. Se não houver umidade suficiente, a violeta não dá flores e as bordas de suas folhas ficam secas.

Em dias quentes ou secos um truque é manter um recipiente com água ou pano úmido perto dos vasos. A evaporação da água equilibra o ambiente e beneficia o desenvolvimento natural das violetas.

 

Adubação

 

É sempre mais saudável para a planta a adubação orgânica, claro. Já pensou em se animar a fazer compostagem em casa? Ao contrário do que diz a cultura popular, não ocupa espaço e não tem cheiro. Tire uns minutinhos e dê uma espiada no Morada da Floresta. Se você se animar, nunca mais precisará comprar adubo!

Por enquanto, se precisar usar adubo químico, prefira sempre NPK 10-10-10 em adubo hidrossolúvel (você dissolve em água e “rega” a planta com ele).

N = Nitrogênio → fortalece as folhas

P = Fósforo → fortalece as flores, frutificação e produção de sementes

K = Potássio → fortalece as raízes e resistência contra pragas e doenças

Importante: use sempre apenas meia colher (café) rasa, não siga as instruções do fabricante, e regue em seguida. Repita a adubação a cada 30 dias.

 

violeta7

 

Viu como não é nada complicado? Agora sim, pode comprar quantas violetas quiser – só não esqueça de trazer os vasinhos cerâmicos também – e colorir suas janelas com violetas felizes e saudáveis!

 

Para aprender mais:

iluminacao-paisagismo  Curso Iluminação de Paisagismo (online)

 

 

 

fitofloral  Curso Fitoflorais: a saúde ao alcance do seu jardim!

 

 

 

 

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>