Compostagem doméstica: o supra-sumo da sustentabilidade!

Você separa seu lixo reciclável? Eu também! Mas só depois de anos é que percebi que tinha invertido a ordem dos fatores: antes de reciclar papel e plástico, reciclar nosso lixo orgânico é ainda mais eficiente, prático e sustentável! Ao contrario do que se pode pensar, compostar seu lixo orgânico em casa é muito fácil: a chamada compostagem doméstica.

Há muitos tabus em relação à compostagem doméstica. As pessoas acham que é difícil encontrar e manter uma composteira, ou então que vai exalar mau cheiro pela decomposição dos materiais. Bobagem!

Pelo contrário, a compostagem doméstica é uma nova tendência que está se disseminando nas cidades brasileiras.

Veja como é fácil e saudável fazer compostagem em casa, ou até em apartamento ou no condominio, e comece logo a fazer a sua parte na redução da carga ambiental que são os lixões e aterros sanitários. Confira!

 

O que é compostagem?

 

Compostagem nada mais é do que a transformação da matéria orgânica em adubo, ou seja, a reciclagem natural de restos de alimentos, cascas de frutas e talos de verduras e legumes, por exemplo.

O adubo que resulta da compostagem é natural e muito nutritivo. Melhora a qualidade do solo de jardins e hortas sem riscos ao meio ambiente. Existem vários tipos de compostagem. Para o contexto de uma casa ou apartamento, é melhor um sistema que seja de fácil manutenção e que não ocupe muito espaço, por isso recomendo:

  • Vermicompostagem: que conta com a ajuda de minhocas para que a matéria orgânica seja processada.
  • Compostagem Termofílica: que funciona com a ação de bactérias que elevam a temperatura dos resíduos, o que elimina eventuais patógenos.

 

Técnicas de Jardinagem

 

Técnicas de Jardinagem

Os benefícios da compostagem doméstica

 

Qualquer solução que reduza a quantidade de material enviado a lixões e aterros sanitários já é uma alternativa válida para o meio ambiente.

Além do benefício óbvio de reaproveitamento do material orgânico e fertilização do solo com um adubo de qualidade e sem aditivos químicos, a compostagem tem várias outras vantagens. Algumas delas são:

  1. Redução da sua produção de lixo Quase metade do lixo que produzimos em casa é composto por matéria orgânica. Imagine uma casa de quatro pessoas em que cada um produz um quilo de lixo por dia. Desse total, metade é de material orgânico. Se essa família utiliza uma composteira doméstica, em apenas uma semana, 14kg de lixo deixa de ser enviado para o lixão ou para o aterro sanitário. Isso faz com que os custos de manuseio desse lixo seja reduzido, e a vida útil do aterro seja aumentada. Um benefício e tanto para todos!
  2. Você evita o desperdício (de alimentos e de dinheiro) Quando você se dedica à compostagem doméstica, passa a enxergar a quantidade de alimento que está sendo descartada, seja frutas e legumes que apodrecem sem ninguém ter comido, ou então talos e cascas que poderiam ser melhor aproveitados em receitas. Ter noção desse desperdício é fundamental para ter um estilo de vida mais sustentável e também para economizar na próxima vez que for ao mercado, afinal, ninguém quer ver comida estragando em casa.
  3. Ajuda à saúde pública O acúmulo de resíduos orgânicos a céu aberto favorece o desenvolvimento causadores de doenças que podem afetar o ser humano, como bactérias, vermes e fungos. Além disso, animais transmissores de doenças, como ratos, moscas e outros insetos também circulam nesses ambientes com matéria orgânica sem tratamento. Quando você trata esse material orgânico em um ambiente controlado como a composteira da sua casa, esses riscos diminuem.

 

02-composteiras_1
Composteiras da Morada da Floresta

 

Compostagem doméstica com minhocas

 

A vermicompostagem ou compostagem com minhocas é a melhor opção para quem deseja ter uma compostura em casa. Como a composteira é feita de caixas plásticas, o manuseio é muito fácil, além de não ocupar muito espaço nem liberar odores na decomposição dos materiais.

O primeiro passo para você fazer a compostagem doméstica com minhocas é separar os resíduos orgânicos na cozinha, por isso é interessante ter um lixo próprio para essa matéria orgânica. Esse é um novo hábito que precisa ser desenvolvido por todos na sua casa. Na minha, como já separávamos os recicláveis, não foi difícil mais uma separação. O lixo que vai para o lixeiro comum é que está sumindo! 😀

Diariamente, ou a cada dois dias, você leva esses resíduos para a composteira e os cobre completamente com matéria vegetal seca, como serragem ou folhas secas. Isso evita que insetos se aproximem da sua composteira. As crianças de casa enxergam essa rotina como “dar comidinha para as minhocas”, que são vistas como mais um bichinho de estimação.

Cada caixa da composteira deve ser preenchida em aproximadamente 30 dias, para que as minhocas tenham tempo suficiente para processar os resíduos. Depois de 60 dias você já pode começar a coletar o húmus de minhoca para adubar vasos e plantas.

Outra vantagem desse sistema é a geração do chorume orgânico, um biofertilizante líquido, sem cheiro nenhum, que você usa na rega das plantas. Elas adoram! Só não esqueça de diluir em bastante água.

Veja neste vídeo da Morada da Floresta o passo a passo para manter sua composteira:

Como você pode ver, a compostagem doméstica tem uma série de vantagens, desde a redução do lixo destinado a aterros sanitários, até a economia nas suas compras no mercado. O húmus e o chorume produzidos na compostagem podem ser utilizados para fertilizar o solo de hortas e jardins, tornando seu cotidiano ainda mais sustentável e menos dependente de soluções industrializadas.

Se quiser começar a reciclar o material orgânico produzido na sua casa, pode encontrar opções compactas, acessíveis e muito fáceis de manusear na Morada da Floresta.

Também existem muitos grupos em redes sociais em que as pessoas interagem e colaboram para disseminar conhecimentos de compostagem e sustentabilidade, uma ótima opção para quem está começando e precisa de dicas. Bora compostar?!

Veja AQUI os kits prontos da Morada da Floresta para começar a compostar já!

 

Para aprender mais:

fitofloral  Curso Fitoflorais: a saúde ao alcance do seu jardim!

 

 

 

iluminacao-paisagismo   Curso Iluminação de Paisagismo (online)

 

 

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *