cortina-luz-azul

Como usar cortinas na decoração

As cortinas são dos itens de decoração mais antigos, mas ao mesmo tempo os mais ecléticos. Elas têm o poder de transformar qualquer ambiente da sua casa, agregando beleza e aconchego instantaneamente.

Além de bonitas elas também agregam valores práticos:

  • protegem o ambiente dos raios do sol diretos,
  • regulam a iluminação natural,
  • em regiões frias retêm o frio dos vidros das janelas,
  • filtram o pó que vem da rua,
  • amenizam ruídos externos,
  • conferem privacidade aos ambientes,

E tudo isso com muito estilo!

Independente do seu estilo, hoje pode tudo e a gente não precisa mais ficar restrito a só alguns tipos mais tradicionais de cortinas, o que motivou a foto em destaque deste artigo.

Ainda assim, para você escolher sua cortina com sabedoria, vamos conhecer alguns tecidos e modelos mais comuns e ver dicas práticas para uma escolha sem arrependimentos.

 

Modelos de cortina

 

Tradicional

 

É aquele básico que se abre horizontalmente e os tecidos podem ser pendurados de diversas formas e dependendo da forma o tecido pode ficar inteiro ou franzido de diversas maneiras.

Veja na figura alguns tipos básicos.

cortinas-tipos

 

Romana

 

Esse tipo de cortina abre na vertical através de um sistema de cordas. Ela é em camadas que se separam por varetas e têm um espaçamento largo.

cortina_romana2

 

Rolô

 

Essa é bem simples e o fechamento dela é vertical e por rolamento: você puxa a cordinha e o tecido vai se enrolando e recolhendo em um rolo.

Cortinas-rolo

 

Painel

 

Essa funciona como um, dois ou vários painéis de tecido que você arrasta de um lado para o outro por um trilho. Você pode posicionar os painéis de diversas formas, podendo dividir a cortina da forma que quiser dependendo dos painéis que decide abrir ou fechar.

cortinas-painel

 

Duofold

 

Essa é um tipo de cortina super moderno que você pode fechar ela tanto puxando para cima quanto para baixo. Para isso o tecido tem que fazer algumas dobras e essas dobras podem ser mais curtas, tipo plissadas, ou mais espaçadas.

cortinas-duofold

 

Day-night

 

Esse sistema permite acionar dois tipos diferentes de cortina: uma que bloqueia e outra mais leve que deixa a luz passar. Ideal para quartos ou salas pois você vai poder variar a intensidade de luz conforme a necessidade do ambiente.

 

Tecidos para cortinas

 

Os tipos de tecidos mais comuns para cortinas são:

 

Voile ou voal

 

Muito leve, transparente e fluido, o voil funciona muito como primeira camada suave e neutra para outros tecidos mais encorpados e com texturas e brilhos diferentes.

cortinas-voile

 

Seda

 

Também leves, mas não tão transparente quanto o voil, a seda apresenta um suave brilho. Geralmente é usada duplicada ou combinada com outros tecidos, inclusive voil.

 

Shantung

 

É um tipo de seda misturada com outras fibras. Sua textura é mais irregular, agregando uma espécie de rusticidade sofisticada ao ambiente.

 

Cetim

 

É leve e suave como o voil, mas sem sua transparência. Com menos brilho que as sedas, o cetim tem ótimo caimento mas amassa, por isso não é indicado para cortinas que serão presas parte do tempo.

 

Jacquard

 

Com estética bem tradicional, apresenta padronagens bem sofisticadas. Ele também é bem encorpado e bloqueia bem a luz. É mais usado como segunda camada, porque o ambiente pode ficar muito pesado com ele sozinho.

 

Linhos

 

São encorpados sem deixar de ser suaves e elegantes. Tecidos tradicionais, os linhos são tidos como rústicos e ao mesmo tempo sofisticados. Também amassam, mas ao contrario do cetim, as marcas são vistas como parte da sua naturalidade.

 

Sarja

 

A sarja com base sintética ou de algodão é bem firme e ao mesmo tempo maleável, por isso é talvez o tecido mais utilizado para cortinas. Não amassa com facilidade e bloqueia bem a luz.

 

Black out ou blecaute

 

Esse não é exatamente um tecido, ele é totalmente sintético e bloqueia completamente a luz. Geralmente é bem neutro, com textura e estrutura bem duras. Então se você quiser dar mais personalidade pode fazer outras camadas com tecidos mais alegres ou sofisticados.

 

Richelieu

 

Rendado, este tecido fica um charme em ambientes como cozinha, copas ou que requerem certa delicadeza, saudosismo ou um ar campestre. Mas ficam destoados, por exemplo, em áreas sociais.

cortinas-rendas

 

Formas de pendurar e acessórios

 

Varão

 

O varão é o mais prático e é para pendurar as cortinas que têm ilhoses, argolas, ganchos, as com passantes de tecido e até as que são o tecido inteiro com uma barra por onde o varão passa.

Hoje a gente encontra vários estilos de varão: tanto simples quanto duplos e triplos e em diversos materiais: desde ferro ou madeira pura até de plástico com uma pintura que simula outro material.

cortinas-acessórios

 

Suportes e ponteiras

 

Também é bem fácil de encontrar diversos modelos de suportes e ponteiras, que são aquelas peças que ficam nas pontas do varão. Esses itens dão um toque muito especial na estética geral da cortina.

 

Trilhos

 

Já os trilhos são para aquelas cortinas de correr ou para as do tipo painel. Eles também podem ser simples, duplos ou triplos. Pode ficar um pouco feio se ficar aparente, por isso existem alguns artifícios para escondê-lo:

  • Cortinas com pregas: nelas o acabamento em pregas fica acima dos ganchinhos que correm pelo trilho. Quando a cortina é pendurada, as pregas acabam escondendo o trilho.
  • Bandô ou safena: são barras de tecido para decorar a parte superior da cortina. Ele ajuda a esconder o trilho, mas também pode ser usado como decoração nas cortinas de varão
  • Sancas: essas podem ser de gesso, madeira ou plástico que imita algum material. Podem ser revestidas com tecidos, tapeçaria ou receber texturas.

Independente do tipo de fixação, você pode usar outros acessórios para decorar a sua cortina tradicional. Além dos já citados bandô e sanca, você ainda pode apostar em alças para prender as cortinas abertas que podem ser cordas com franjões na ponta ou até uma versão mais moderna com um cordão simples e pedraria pendente.

 

Dicas para escolher a sua cortina

 

É tentador escolher tecidos e modelos com o coração e os olhos, mas fique atento a estas dicas, para também escolher com inteligência e evitar escolher cortinas que depois vão dar muito trabalho ou comprometerão o equilíbrio da sua decoração:

  1. preveja sempre que a cortina seja maior que a janela, pelo menos entre 10 e 20 centímetros, não só de cada lado como também acima e abaixo da janela.
  2. se a cortina é para uma porta, recomendo que ela consiga ser totalmente recolhida para além dos limites da porta, para não ser uma encrenca jante a porta aberta, seja de correr ou principalmente se for ase abrir!
  3. se sua janela é pequena no meio de uma parede grande, cuide para não deixar ainda mais desproporcional evitando cobrir só o tamanho da janela. Prefira, por exemplo, cobrir toda a parede com cortinas, ou
  4. fazer pelo menos o tamanho completo do pé direito com uma boa proporção de largura, ou seja, que não fique estreito demais no meio de uma parede enorme, mas
  5. evite que a cortina vá do teto só até a altura do final da janela.
  6. que cubra toda a largura da parede, mas não a altura.
  7. que sua cortina vá só do topo da janela até o chão.
  8. escolha lembrando que cortinas juntam muito pó, aliás, essa é uma das sua funções mesmo! Portanto…
  9. certifique-se de que o tecido possa ser lavado (inclusive se está pré-encolhido!),
  10. verifique se o tecido não amarrota muito e precisa ser passado depois de lavado,
  11. alguns modelos de cortina têm peças aplicadas e é preciso desmontá-la para poder lavar o tecido, pense nisso ao escolher a sua!
  12. nesses casos é melhor conservar com “banho de gato”: remova o pó com espanador eletrostático e rolo adesivo, para não espalhar mais ainda, e depois use um pano úmido bem limpo. Deixe as lavagens para uma freqüência menor.
  13. Não deixe de conferir outras dicas para escolher cortinas e outros elementos da sua decoração de forma a ter menos trabalho para manter sua casa limpa NESTE ARTIGO.

 

Anotou direitinho? Pronto! Agora é só lembrar destas dicas e escolher com sabedoria cortinas super charmosas, funcionais e também práticas para sua casa!

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>